18/04/2017

A Empresa Brasileira de Pesquisa de Inovação Industrial (EMBRAPII) divulgou o resultado preliminar da Chamada Pública 01-2016, que selecionou sete novas Unidades que irão atuar em áreas de competência diversas. O valor total dos planos de ação das selecionadas é de R$ 177 milhões, sendo R$ 58,8 milhões da EMBRAPII.

As novas Unidades irão atuar em áreas de competência inéditas e com alta demanda por inovação e de mercado. Como o Centro Suíço de Eletrônica e Microtécnica (CSEM), de Minas Gerais. Ele credenciou-se para atuar na área de Eletrônica Impressa, um segmento novo e que vem revolucionando o mercado de componentes eletrônicos. A técnica possibilita incluir componentes eletrônicos em películas, a exemplo de placas fotovoltaicas sem metal. E o Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), que irá apresentar projetos na área de Biofotônica e Instrumentação, ligada ao desenvolvimento de equipamentos médicos para tratamento por meio de luzes e micro-ondas terapêuticas.

A área agrícola também foi contemplada nessa Chamada. A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), de Piracicaba, irá atuar na área de Biocontroladores de pragas agrícolas. Já o Departamento de Engenharia Química da Escola Politécnica da USP irá oferecer às empresas sua expertise na recuperação de rejeitos industriais por meio da chamada “Química Verde”, que é o desenvolvimento de substâncias químicas sustentáveis. Outra área promissora e que demanda muita inovação é a de Biofármacos e Fármacos. Para esta competência, foi selecionado o Centro de Química Medicinal de Inovação Aberta (CQMED) da Unicamp, um centro de excelência no segmento.

Também foi contemplado mais um Instituto SENAI de Inovação, de Joinville, que atuará na área de Manufatura à Laser. Será a terceira Unidade EMBRAPII SENAI credenciada. Finalizando a seleção, a primeira Unidade na Região Norte do país: o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), de Manaus, que atuará em Manufatura Avançada. Com o credenciamento dessa instituição, a EMBRAPII alcançou todas as regiões o Brasil com suas Unidades.

Para o diretor-presidente da EMBRAPII, Jorge Guimarães, este resultado possui um diferencial em relação às demais Chamadas. “Procuramos selecionar áreas de competência que possuem uma relação forte com o mercado e que está a todo momento necessitando de inovação. A área de Fármacos é de um potencial enorme. Precisamos fomentar nossa indústria aproveitando o que temos de melhor em estudos brasileiros”, declarou.

Para esta Chamada Pública, foram recebidas 85 propostas de instituições candidatas. Desde sua fundação, a EMBRAPII já fechou 198 projetos no valor total de R$ 312 milhões. Com o novo resultado, chegam a 30 o número de Unidades credenciadas.