A ANPEI, Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras, compreende o processo de transição democrática como uma oportunidade natural de ajustes e correção de rumos. Neste sentido, é auspicioso já haver a definição de um nome para a liderança do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Ademais, acreditamos que a redução do número de Ministérios proposta pela equipe do governo de transição seja positiva e possui o potencial de gerar uma maior efetividade de ação do setor público.

É imprescindível, no entanto, constatar que a recente integração das áreas de Comunicações e CT&I de nenhum modo agrega ou beneficia a ambas. De fato é consenso na ANPEI, considerada como a maior associação de agentes privados, públicos e acadêmicos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do país, que o Ministério de Comunicações e suas demandas representam uma área alheia às ações do MCTI. Dessa forma, a ANPEI entende que não há congruência ou fundamento para a manutenção da área de Comunicações na estrutura do MCTI.

Por fim, consideramos que a incorporação da área de Comunicações junto a área de Infraestrutura, que também engloba Transportes, tenha mais logicidade e potencial de contribuir para melhor efetividade no desenho do novo Ministério.