29/08/2018

Baixe aqui apresentação da FINEP!

Baixe aqui apresentação do BNDES!

Baixe aqui apresentação da FAPERGS!

Um dos painéis da Conferência Anpei de Inovação 2018 que gerou bastante debate entre os participantes foi “Qual o futuro do fomento versus qual o fomento do futuro?”, composto pelo Gerente do Departamento de Projetos Estruturantes da FINEP, Rodrigo Fonseca, pelo Superintendente de Área de Fomento do BNDES, Cláudio Leal, e pelo professor na UFPel e Diretor-Presidente na FAPERGS Odir Dellagostin, com moderação do Diretor da ANPEI e Especialista em Estratégia e Inovação em Furnas Centrais Elétricas, Ricardo Marques.

Nos últimos anos, o setor de pesquisa, desenvolvimento e inovação sofreu diversos cortes no orçamento. De acordo com anúncio recente, os cortes da Capes podem atingir diretamente 200 mil bolsistas a partir de agosto de 2019. E o orçamento do CNPq pode diminuir em um terço, caindo de R$ 1,2 bilhão em 2018 para R$ 800 milhões no ano que vem.

Na Finep, a proposta orçamentária para 2019 prevê R$ 746 milhões para financiamentos não reembolsáveis – 35% a menos do que o previsto no orçamento deste ano, de R$ 1,15 bilhão.

Para o Gerente do Departamento de Projetos Estruturantes da Finep, o orçamento das agências que hoje estão no ‘mapa da inovação’ vai ser cada vez menor. E isso pode perdurar por muitos anos.

“Desde quando a greve dos caminhoneiros estourou, não tínhamos dúvidas de que o setor de ciência, tecnologia e inovação seria um dos maiores prejudicados”, disse Fonseca, que apesar de ciente sobre o mau momento, vê a situação como uma oportunidade para as agências encontrarem novas alternativas.

“Na Finep, percebemos que era hora de repensar os modelos. O nosso papel pode ser muito maior do que financiar e investir. Temos condição para oferecer à sociedade produtos e estratégias mais completas dessa cadeia”, comentou o Gerente, defendendo a criação de produtos “híbridos”, com fomento à inovação por meio de iniciativas financeiras e não financeiras. Dentre as que não envolvem investimento, ele citou soluções no campo da inteligência tecnológica, cooperação internacional e nacional e plataformas de cooperação para inovação.

De acordo com o professor Dellagostin, somente 1,2% do PIB brasileiro é investido em pesquisa, desenvolvimento e inovação. “Precisamos de fomento. A inovação é o motor para alavancar a produtividade, gerar novas oportunidades de negócio e crescer economicamente”.

Para ele, também faltam doutores empreendedores no Brasil. “Precisamos de mais. Foi-se o tempo em que a academia absorvia 100% dos doutores. O mercado mudou e estamos formando doutores sem perspectiva de trabalho. É necessário incentivá-los a criar startups que acelerem o processo de inovação no país como um todo”.

Segundo o Superintendente de Área de Fomento do BNDES, o banco tem trabalhado para se reinventar em prol de projetos menores que envolvam inovação. “Quando falamos nesses negócios, não podemos esperar uma decisão de crédito convencional. É muito lenta”, afirmou Leal.

Para isso, o executivo apontou que o BNDES está desenvolvendo iniciativas para projetos voltados para digitalização e fintechs. “Se não pensarmos em alternativas que articulem melhor a relação entre as empresas e as instituições de fomento, nosso país vai diminuir a efetividade e gerar menos riqueza”.

Sobre a Conferência Anpei de Inovação

Realizada desde 2001, a Conferência Anpei tem se consolidado como um fórum privilegiado para o encontro de representantes de empresas, agências do governo e instituições de C,T&I para discussão e encaminhamentos de políticas e práticas voltadas à inovação nas empresas e no país.

Em sua última edição, que aconteceu de 15 a 17 de agosto desse ano, em Gramado-RS, o tema trabalhado foi “Novas Alavancas de Criação de Valor”. O evento contou com 35 painéis, 2 workshops, 106 cases recebidos e 16 selecionados, 26 patrocinadores, 45 apoiadores institucionais e 900 participantes de 300 empresas diferentes.

A Conferência 2019 já tem data marcada. Acontecerá de 24 a 26 de abril, em local a ser divulgado em breve.