Capacitar os participantes de forma dinâmica e prática a elaborar projetos de inovação para o setor, respeitando os critérios de análise e seleção das instituições como a Financiadora de Estudos e Projetos – Finep, com ênfase na Subvenção Econômica e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, sendo que ambos possuem programas de fomento à inovação tecnológica com verbas específicas. O diferencial desta capacitação está na metodologia prática quer permite a aplicação imediata dos participantes na descrição de projetos. Esta se dá através do desenvolvimento de atividades práticas para fixação dos conceitos; bem como, na análise crítica dos resultados da capacitação – projetos descritos e a utilização de ‘produto/serviço inovador lúdico’ para descrição do projeto.
 
PÚBLICO ALVO
Empresários de micro, pequenas e médias empresas. Colaboradores e gestores dos departamentos de P&D&I de empresas de médio e grande porte.
PROGRAMAÇÃO

1ª etapa
1. Inovação para as agências de Fomento
2. Principais Instituições de Fomentos e respectivos Programas de incentivo à inovação
3. Dicas para preenchimento dos formulários de projetos de inovação
4. Análise de edital público e atividade prática de Checklist

2ª etapa*
1. Orientações quanto ao preenchimento dos formulários de propostas
2. Descrição de um projeto utilizando ‘produto lúdico inovador’
3. Análise crítica dos projetos descritos pelas equipes.
(*) Trabalho desenvolvido com um tipo de formulário (FINEP, BNDES, CNPQ) a ser definido.

PROGRAMA

1. O que é inovação para as Instituições de Fomento?

a. Definições
b. Tipos e intensidades da inovação
c. Invenção e inovação

2. A gestão da inovação nas empresas

a. A empresa inovadora e os caminhos para a inovação
b. Obstáculos para a inovação nas empresas

3. A legislação da inovação no Brasil

a. Situação atual da inovação no Brasil
b. Renúncias fiscais, subvenção e linhas de financiamento
c. As leis 10.973, 11.077 e 11.196

4. Instrumentos de apoio à inovação: a FINEP

a. Financiamento reembolsável padrão
b. Os Programas FINEP
c. Os editais de subvenção econômica

5. Instrumentos de apoio à inovação: o BNDES

a. Visão geral das linhas de apoio
b. Linhas de Apoio à Inovação – Linha Inovação Tecnológica
c. BNDES Funtec

6. Instrumentos de apoio à inovação: CNPQ, Inova Talentos, EMBRAPII e SESI/SENAI Inovação

a. Visão geral das linhas de apoio
b. Linhas de Apoio à Inovação

7. Incentivos Fiscais: Lei do Bem e Lei de Informática

a. Visão geral das linhas de apoio
b. Lei do Bem
c. Lei de Informática

8. Editais e chamadas públicas de apoio à Inovação

a. Caracterização das chamadas
b. Checklist e análise de editais
c. Elegibilidade
d. Regras de avaliação

9. Elaboração de Projetos

a. Formatação do Modelo de negócios e Canvas
b. Formulário de Apresentação de Projetos
c. Dicas de preenchimento
d. Erros mais comuns
e. Exercícios práticos

 

CARGA HORÁRIA: 16 horas

INVESTIMENTO

A taxa de participação é de R$ 1.090,00 para sócios ANPEI e AHK e R$ 1.760,00 para não sócios.

read more
Conceber estratégias e planos de ação para desenvolvimento de empresas de grande e médio porte por meio da parceria e investimento em startups inovadoras criadas por empreendedores externos e/ou internos que tragam resultados mensuráveis já no curto prazo.
 
PÚBLICO ALVO
Gestores de inovação de empresas de médio e grande porte, profissionais das áreas de marketing, tecnologia, planejamento estratégico, recursos humanos, empreendedores, investidores anjos, gestores de fundos de investimentos de seed e venture capital, consultores de inovação.
PROGRAMAÇÃO

• Novos e complexos desafios das organizações

• Velocidade é a nova moeda dos negócios

• Inovação é a criação de novas e melhores fontes de lucros

• Co-inovação é mais do que uma tendência, é uma necessidade

• Inovação aberta só funciona com uma inovação fechada bem gerida

• Os elementos que integram uma iniciativa de corporate venturing que funciona.

• Corporate Venturing já deve trazer resultados no mesmo ano fiscal

• Onde e porque as organizações estão errando feio em suas iniciativas de corporate venturing.

• Aspectos estratégicos, políticos, operacionais, humanos e do ecossistema de inovação em iniciativas de corporate venturing. 

• (Re)planejado a iniciativa de corporate venturing da sua empresa.

Atividades / Exercícios / Case

•  Palestra com gestor de corporate venture: Acertos e os (muitos) erros

• Discussão de caso de fracasso de corporate venturing

• Worshop: (Re)planejando sua iniciativa de corporate venturing

• Banca de avaliação de trabalhos com Cássio Spina (Altivia e Anjos do Brasil) e Rodrigo Menezes (Derraik Menezes) 

 

CARGA HORÁRIA: 8 horas

INVESTIMENTO

A taxa de participação é de R$ 790,00 para sócios ANPEI e AHK e R$ 1.400,00 para não sócios.

read more

Gestão do Conhecimento em Processos de Inovação

 
Capacitar os participantes a entender e implementar estratégias, processos e práticas de gestão do conhecimento capazes de contribuir e aprimorar a gestão da inovação e seus resultados – com base na discussão de conceitos e metodologias e em atividades práticas e interativas – de forma alinhada à estratégia do negócio e da organização
PÚBLICO ALVO
Executivos e profissionais envolvidos ou responsáveis por processos e práticas de gestão da inovação, monitoramento tecnológico, pesquisa e desenvolvimento, gestão de projetos inovadores, propriedade intelectual, inovação aberta e gestão do conhecimento.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

• Capital intelectual nos negócios e organizações

• Gestão do conhecimento e inovação na geração de valor – conceitos-chave

• Métodos de conversão do conhecimento: aprendizagem, conhecimento e inovação

• Cadeia de valor do conhecimento em processos de inovação

• Práticas e ferramentas de gestão do conhecimento aplicadas a processos, projetos e gestão da inovação

• Níveis de contribuição da gestão do conhecimento: inovação incremental, inovação radical, inovação disruptiva

• Contribuições e indicadores de gestão do conhecimento 

• Integração da gestão do conhecimento à estrutura organizacional e aos processos de gestão da inovação

• Visão de curto e longo prazo: sustentação e evolução da gestão do conhecimento em inovação

Atividades/ Cases / Exercícios

Diagnóstico simplificado de gestão do conhecimento em inovação

Discussão de casos reais

Discussão de experiências dos participantes

Atividades práticas interativas

CARGA HORÁRIA: 8 horas

 

PARCEIROS:

read more

Gestão do Conhecimento em Processos de Inovação

Capacitar os participantes a entender e implementar estratégias, processos e práticas de gestão do conhecimento e processos de inteligência – com base na discussão de conceitos e metodologias e em atividades práticas e interativas – de forma alinhada à estratégia do negócio e da organização.
PÚBLICO ALVO
Executivos e profissionais envolvidos ou responsáveis por processos e práticas de gestão da inovação, monitoramento tecnológico, pesquisa e desenvolvimento, Inteligência de mercado, inteligência competitiva, inteligência estratégica, inteligência tecnológica, inovação aberta e gestão do conhecimento.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

• Capital intelectual nos negócios e organizações

• Tomada de decisão e desempenho nos níveis estratégico, tático e operacional

• Tomada de decisão e resultados de curto e longo prazo

• Informação, conhecimento e inteligência no processo de tomada de decisão

• Gestão do conhecimento e gestão de inteligência – visão integrada

• Métodos de conversão do conhecimento: aprendizagem, conhecimento e inovação

• Inteligência de mercado, inteligência competitiva, inteligência estratégica e inteligência tecnológica: convergências e diferenças

• A cadeia de valor do conhecimento e da inteligência na geração de valor

• Práticas e ferramentas de gestão do conhecimento e inteligência

• Gestão integrada de processos de conhecimento, inteligência e inovação

Atividades/ Cases / Exercícios

Diagnóstico simplificado de gestão do conhecimento

Diagnóstico simplificado de processos de inteligência

Discussão de casos reais

Discussão de experiências dos participantes

Atividades práticas interativas

Parceiros:

read more

Objetivo

Capacitar os participantes de forma dinâmica e prática a elaborar um Plano de Negócio para projetos de inovação e captação de recursos, respeitando os critérios de análise e seleção das principais instituições como a Finep, BNDES, BRDE e SESI/SENAI Inovação.

O diferencial desta capacitação está na metodologia prática que permite a aplicação imediata dos participantes na elaboração de um Plano de Negócio. Esta se dá através do desenvolvimento de atividades práticas para fixação dos conceitos, análise de planos modelo e elaboração baseado em produto/serviço inovador.

Programação

1ª etapa

  1. Exposição dos conceitos relacionados ao Plano de Negócio e sua importância
  2. Etapas principais e Estrutura de um Plano de Negócio
  3. Como realizar coleta de dados internos e externos, análise e pesquisas de mercado
  4. Planejamento de marketing, operações e Planejamento financeiro
  5. Análise de um Plano de Negócio “modelo”

2ª etapa

  1. Oficina de elaboração de Plano de Negócio.
  2. Apresentação de seminários
  3. Análise crítica

Atividades/ Cases / Exercícios

– Elaboração de Plano de negócios

– Modelo de Plano de negócios para análise 

Carga Horária: 16 horas

read more

Este curso tem como objetivo apresentar o processo de gerenciamento de riscos em projetos, visando melhorar as possibilidades do profissional quanto sua influência no âmbito do gerenciamento de projetos. 

Programação

Contexto de Risco

Introdução ao gerenciamento de risco em projetos e seu contexto no cenário mundial atual.

  • Quais as origens do termo risco?
  • O que é risco?
  • Proposição de um sistema de gestão de risco

Planejamento da Gestão do Risco

Apresentação dos elementos que ajudam o gerente de risco/projetos a decidir e abordar o gerenciamento de riscos no projeto.

  • Como abordar os riscos de projetos?
  • Como constituir um plano de gerenciamento de riscos?
  • O que deve conter um plano de risco?

Identificação do Risco

Apresentação dos aspectos que envolvem a identificação de riscos em projetos. Serão vistas ferramentas para levantamento de informações muito utilizadas no exercício de identificação de riscos.

  • Como identificar os riscos em projetos?
  • Quais as fontes de riscos?
  • Como elaborar uma lista de riscos em projetos? Como documentá-los?

Avaliação Qualitativa e Quantitativa

Apresentação das questões referentes à análise numericamente das probabilidades e seus impactos dos riscos identificados, nos projetos.

  • Como avaliar os riscos do projeto?
  • Os impactos dos riscos nos projetos são relevantes?
  • Como mensurar as probabilidades?
  • Simulação é útil? Por quê?

Resposta ao Risco

Apresentação das possíveis contribuições referentes às alternativas para ampliar as oportunidades e reduzir as ameaças dos eventos nos projetos.

  • Como elaborar um plano de contingência?
  • Quais os aspectos dos recursos devem ser considerados?
  • Definição de estratégias para tratamento dos riscos:

– Aceite

– Mitigação

– Transferência

– Evitar a ocorrência

– Aproveitar

– Explorar

– Ignorar

  • Como verificar se os riscos foram minimizados ou maximizados?

Avaliação Qualitativa e Quantitativa

Apresentação das possíveis formas de controle do risco visando reagir às mudanças durante o projeto.

  • As respostas aos riscos estão sendo implementadas?
  • Novos riscos podem aparecer?
  • As premissas dos projetos ainda estão válidas?
  • Os objetivos serão atingidos?

Carga Horária: 16 horas

read more

Objetivo

Apresentar aos participantes os princípios, processos, ferramentas e aplicações da TOC – Teoria das Restrições no gerenciamento de projetos e de portfólio de projetos para:

  • Aumentar expressivamente a confiabilidade dos prazos de entrega.
  • Reduzir os prazos de execução.
  • Aumentar a produtividade dos recursos empregados.

Programação

  • Foco e Atenção Gerencial
  • Lidando com Incerteza, Complexidade e Conflitos
  • Vantagem Competitiva e Valor
  • Projetos de Inovação utilizando TOC
  • Aplicações de TOC na Gestão de Projetos
  • Gestão de Mudanças
  • Realidade atual em Projetos
  • O Fluxo em Projetos
  • Multitarefa Danosa e Full Kit
  • CCPM: Planejamento e Execução
  • Gestão de Portfólio de Projetos em Ambientes Multiprojetos
  • Plataformas de TI para Gestão de Projetos por CCPM
  • Indicadores de desempenho em um ambiente acelerado de projetos
  • Motivação e alinhamento político de stakeholders
  • Gestão de Contingência
  • Planejamento Holístico e interfaces departamentais
  • Relação com fornecedores externos e alinhamento de contratos
  • Gestão de Projetos como Vantagem Competitiva

Atividades / Cases / Exercícios: Dinâmicas em grupo: Multitarefa, Variabilidade.

read more

A inovação é um fenômeno organizacional dependente da colaboração entre profissionais internos e externos à empresa. A forma como as pessoas se comportam em relação ao trabalho define a cultura da organização e impacta positiva ou negativamente na inovação. 

Programação

Período da manhã

Para trabalhar com o desafio de potencializar a cultura de inovação serão tratados os seguintes pontos:

  • Processos organizacionais e alinhamento de Políticas de Gestão de Pessoas (mecanismos de remuneração, reconhecimento e avaliação de desempenho individual);
  • Diagnóstico de Cultura de Inovação: octógono da Inovação – exercício prático com aplicação por organização;
  • Estrutura organizacional para inovar;
  • Gestão de times inovadores;
  • Relacionamento com ecossistema de inovação (interno e externo);
  • Processos para fazer inovação acontecer.

Período da tarde

Para desenvolver a comunicação como estratégia no desenvolvimento da cultura de inovação, serão abordados os seguintes temas:

  • Definindo objetivos da comunicação para cada stakeholder da cadeia de inovação: o que comunicar; estruturação de key messages;
  • Plano de Comunicação eficaz: traduzindo a estratégia para o engajamento;
  • Desenvolvimento de um plano de Comunicação com o grupo.

Atividades/ Cases / Exercícios

Com didática criativa, mesclamos atividades distintas para tornar o programa mais interativo, agradável e eficiente em termos de aprender para fazer:

  • Exposições dialogadas e exemplificadas para a troca de experiências entre o professor e os alunos;
  • Estudos de caso relacionado ao conteúdo do curso;
  • Exercícios para a aplicação dos conceitos apresentados;
  • Assessment octógono da Inovação (será realizado durante o curso);
  • E-learning de aprofundamento (posterior ao curso);
  • Grupo para discussão e troca de experiências sobre o tema (posterior ao curso).
read more

A inovação é um fenômeno organizacional dependente da colaboração entre profissionais internos e externos à empresa. A forma como as pessoas se comportam em relação ao trabalho define a cultura da organização e impacta positiva ou negativamente na inovação. 

Programação

Período da manhã

Para trabalhar com o desafio de potencializar a cultura de inovação serão tratados os seguintes pontos;

  • Identificação da necessidade de inovação e do papel da inovação na estratégia, quanto de inovação é necessário; o que é inovação para empresa e onde ela quer inovar;
  • Diagnóstico de Cultura de Inovação: octógono da Inovação;
  • Desenvolvimento de competências, comportamentos, habilidades;
  • Liderança: engajamento e formação de líderes para inovar;
  • Avaliação de Perfil de Inovadores (teste prévio);
  • Estruturas, times de Inovação e governança;
  • Processos organizacionais e alinhamento de Políticas de Gestão de Pessoas (mecanismos de remuneração, reconhecimento e avaliação de desempenho individual);
  • Treinamentos e Workshops;

Período da tarde

Para desenvolver a comunicação como estratégia no desenvolvimento da cultura de inovação, serão abordados os seguintes temas:

  • Fundamentos de comunicação (emissor, receptor e mensagem);
  • Identificando públicos da cadeia de inovação;
  • Gestão de relacionamento com base nos distintos potenciais para o desenvolvimento da inovação (teste IPI);
  • Definindo objetivos da comunicação; o que comunicar; estruturação de key messages;
  • Estratégias de engajamento na cultura de inovação (ferramentas de interação e incentivo/reconhecimento);
  • Case de um plano de comunicação de sucesso.

Atividades/ Cases / Exercícios

Com didática criativa, mesclamos atividades distintas para tornar o programa mais interativo, agradável e eficiente em termos de aprender para fazer:

  • Exposições dialogadas e exemplificadas para a troca de experiências entre o professor e os alunos;
  • Estudo de caso relacionado ao conteúdo do curso;
  • Exercícios para a aplicação dos conceitos apresentados;
  • Assessment de competências de inovação individual (IPI) – incluso no curso e deve ser trazido no dia;
  • Grupo para discussão e troca de experiências sobre o tema (posterior ao curso).

CARGA HORÁRIA: 08 horas

read more

Este curso busca capacitar os participantes nos principais processos e práticas de Gestão da Inovação. Com o foco na definição do “como fazer”, explora um framework integrado dos principais processos, das práticas e das principais ferramentas para implantação de um modelo de gestão da inovação na empresa.

Programação

  • Os principais processos de gestão da inovação: framework integrado de gestão da inovação
  • Os processos e as principais práticas em cada um deles:

– Estratégia de inovação

– Alocação de recursos

– Geração de Ideias

– Seleção, Priorização e Gestão de Portfólio

– Gestão de Projetos de Inovação

– Comercialização

– Pessoas e Estrutura para Inovação

– Redes de Colaboração para Inovação

  • Como avaliar o estágio de maturidade da minha Empresa
  • Os indicadores para avaliar a meu Sistema Empresarial de Gestão da Inovação
  • Traçando o meu roadmap para melhoria do Sistema Empresarial de Inovação

Este curso possui uma abordagem altamente prática. Os participantes terão a oportunidade de aplicar, com o apoio do instrutor, o conteúdo apresentado à realidade da sua organização.

Para isso cada participante irá utilizar o Framework Integrado de Gestão da Inovação para mapear as práticas, processos e ferramentas de sua organização, avaliar a sua maturidade e propor melhorias.

CARGA HORÁRIA: 16 horas

read more